Informação profissional sobre a Envolvente do Edifício
A Kömmerling é pioneira na introdução do PVC Bio-Atribuído na produção, um componente feito a partir de matérias-primas renováveis.

Setor da construção coloca tónica na reciclagem e na revalorização dos materiais

08/07/2024
Num mundo ciente da importância do impacto ambiental, a indústria da construção está em fase de forte transformação rumo à sustentabilidade. Estas iniciativas procuram promover a reutilização e revalorização e ainda a geração de novos de materiais.

À medida que aumenta a necessidade de cuidar do ambiente, há uma urgência crescente de reduzir a pegada de carbono e de preservar os recursos naturais. Em resposta a este desafio, as marcas líderes na indústria da construção, como a Kömmerling, estão a empregar novos métodos e tecnologias para transformar a utilização dos materiais de construção.

Neste processo de mudança, o foco está na reciclagem e revalorização dos materiais. Ao recuperar e transformar materiais que já completaram o seu ciclo de vida, como o betão, o plástico e o vidro, reduz-se a quantidade de resíduos nos aterros e prolonga-se a vida útil dos recursos existentes. Além disso, a investigação abre novas possibilidades para uma construção mais sustentável, como por exemplo, os compósitos e os bioplásticos.

A Kömmerling trabalha continuamente para transformar o sector das janelas e para impulsionar o caminho da construção sustentável...
A Kömmerling trabalha continuamente para transformar o sector das janelas e para impulsionar o caminho da construção sustentável.

A construção em Espanha é uma das mais envelhecidas da Europa. De acordo com dados do Instituto para a Diversificação e a Poupança de Energia (IDAE) espanhol, 80% dos edifícios e casas que compõem o sector são considerados ineficientes. A transformação deste sector é um grande desafio para Espanha, uma vez que 7 milhões de habitações devem ser reabilitadas até 2050.

Neste contexto, existe uma grande e crescente procura de habitação sustentável entre os espanhóis. 78,3% dos cidadãos que vivem em Espanha estariam dispostos a pagar mais por uma habitação mais sustentável, de acordo com o primeiro Observatório da Habitação e da Sustentabilidade elaborado pela Unión de Créditos Inmobiliario (UCI).

PVC Bio-Atribuido da Kömmerling: um marco na construção sustentável

No grupo Profine, ao qual pertence a marca Kömmerling, trabalha-se continuamente para transformar o sector das janelas e promover o caminho da construção sustentável. Sem perder de vista os objetivos e o constante investimento em I&D mergulharam num novo projeto, a incorporação do PVC Bio-Atribuído na sua produção. Uma iniciativa em desenvolvimento que já permitiu começar a introduzir este tipo de PVC na sua oferta.

“Estamos orgulhosos por sermos os primeiros no sector das janelas a utilizar perfis fabricados com PVC Bio-Atributo. O nosso objetivo é implementar um ciclo de produção sustentável com materiais de alta qualidade e ser um modelo a seguir nesta matéria. É por isso que continuaremos a trabalhar no desenvolvimento de soluções sustentáveis para o futuro”, afirmou Peter Mrosik, diretor-geral do Profine Group.

O PVC Bio-Atribuído é fabricado a partir de matérias-primas renováveis, uma solução sustentável que pode reduzir a acumulação de resíduos de plástico e diminuir a dependência de matérias-primas não renováveis. Além disso, este tipo de PVC pode trazer uma abordagem mais sustentável ao sector da arquitetura.

No caso do PVC Bio-Atribuído que a Kömmerling introduziu na sua oferta, as matérias-primas fósseis são substituídas por alternativas renováveis, utilizando óleo de pinho em vez de petróleo. Isto permite uma redução de CO2 de até 90%. Além do impacto ambiental positivo, os perfis de janela fabricados com este PVC mantêm a qualidade que caracteriza a marca e são 100% recicláveis.

O projeto ainda está em fase de desenvolvimento e crescimento, mas a empresa está confiante de que este PVC lhes permitirá reduzir a dependência de matérias-primas fósseis e aumentar a sustentabilidade da indústria de plásticos.

“Desde que chegou a Espanha, a Kömmerling tem apostado na sustentabilidade e na reciclagem, sendo a primeira empresa do sector a obter a certificação de Gestão Ambiental ISO14001. E continua a trabalhar nesse sentido, concentrando-se atualmente na melhoria dos processos de gestão da reciclagem ao longo do ciclo de vida do produto e no aumento da quantidade de material reciclado incorporado nos nossos produtos”, afirmou Ignacio Mayoral, diretor de operações da Kömmerling.

A Kömmerling está empenhada em produtos do futuro, destinados a marcar um antes e um depois, tanto no sector das janelas como no da construção.

REVISTAS

Associação Nacional dos Fabricantes de Janelas Eficientes - ANFAJEPervedant - Perfis e Vedantes, Lda.Aluval, S.L. - Picanya (València)Siga-nos

NEWSLETTERS

  • Newsletter NovoPerfil PT

    17/07/2024

  • Newsletter NovoPerfil PT

    10/07/2024

Subscrever gratuitamente a Newsletter semanal - Ver exemplo

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

Responsable: Interempresas Media, S.L.U. Finalidades: Assinatura da(s) nossa(s) newsletter(s). Gerenciamento de contas de usuários. Envio de e-mails relacionados a ele ou relacionados a interesses semelhantes ou associados.Conservação: durante o relacionamento com você, ou enquanto for necessário para realizar os propósitos especificados. Atribuição: Os dados podem ser transferidos para outras empresas do grupo por motivos de gestão interna. Derechos: Acceso, rectificación, oposición, supresión, portabilidad, limitación del tratatamiento y decisiones automatizadas: entre em contato com nosso DPO. Si considera que el tratamiento no se ajusta a la normativa vigente, puede presentar reclamación ante la AEPD. Mais informação: Política de Proteção de Dados

www.novoperfil.pt

Novoperfil - Informação profissional sobre a Envolvente do Edifício

Estatuto Editorial