Informação profissional sobre a Envolvente do Edifício
“A Veteco 2024 vai crescer tanto em termos de metros quadrados como de expositores”

Entrevista com Alberto Leal, diretor da Semana Internacional da Construção

José Luis París08/07/2024

A Semana Internacional da Construção reunirá o setor da construção na IFEMA Madrid, no início de novembro. Sob esta grande marca, estão agrupados os seguintes certames Veteco, Construtec, Smart Doors e Piscimad. A Veteco, o Salão das Janelas, Fachadas e Proteção Solar, será novamente o ponto de encontro do setor, desta vez, com três pavilhões. Falámos com Alberto Leal, diretor da Semana Internacional da Construção, que nos explicou as novidades que a Veteco vai apresentar na edição deste ano.

A Veteco realizar-se-á novamente entre 5 e 8 de novembro, na IFEMA Madrid. Em relação à última edição, quais são as novidades?

A Veteco inclui várias novidades. A principal novidade é o facto de se inserir num novo projeto estratégico, a Semana Internacional da Construção, um evento transformador que aprofunda as sinergias já estabelecidas até ao momento.

À coabitação entre a Veteco e a Construtec, junta-se agora a Smart Doors, um salão dedicado ao setor das portas e automatismos, bastante relacionado com o meio envolvente. Realizar-se-á também a Piscimad, a feira do mundo profissional das piscinas. Desde a pandemia, tornou-se cada vez mais importante para os promotores e construtores garantir a qualidade de vida nos seus empreendimentos habitacionais, sendo que as instalações aquáticas desempenham um importante papel nesse sentido.

Alberto Leal, à direita, durante a entrevista à Interempresas Media
Alberto Leal, à direita, durante a entrevista à Interempresas Media.

Com estes argumentos, na IFEMA Madrid acreditámos que fazia todo o sentido levar a cabo um projeto 360 graus dirigido ao setor da construção, que englobasse toda a sua cadeia de valor: a Veteco, com janelas, fachadas e envolventes; a Construtec, com arquitetura, materiais e sistemas de construção; a Smart Doors, com portas, automatismos, domótica e segurança; e a Piscimad, com todos os componentes envolvidos em piscinas.

A Semana Internacional da Construção é mais do que um nome, é uma declaração de intenções, por tudo o que terá lugar na IFEMA Madrid durante esses quatro dias, onde não será discutida propriamente a construção, mas sim uma visão global da construção, abordando inclusivamente tendências que nem sequer podemos imaginar no presente, mas que podem tornar-se realidade no futuro. Além disso, a vocação permanece internacional, tal como aconteceu com a Veteco e a Construtec nas suas últimas edições.

Quais são as expetativas para a edição de novembro? Qual é a área ocupada por esta Semana Internacional da Construção e como serão distribuídos os espaços dos diferentes certames?

Neste momento, a sensação é muito boa. Estamos a finalizar a primeira fase de contratação e a resposta do setor tem sido extremamente positiva, com uma elevada taxa de contratação. Esperamos ocupar a totalidade do recinto de exposições da IFEMA Madrid.

A Veteco registará um crescimento significativo, tanto em metros quadrados como em número de empresas expositoras. Tradicionalmente, a Veteco sempre ocupou os pavilhões 9 e 10, os maiores da IFEMA. O pavilhão 7 será acrescentado na próxima edição.

A Smart Doors estará o mais próximo possível da Veteco, no pavilhão 5, devido a todas as sinergias que partilham, enquanto a Construtec e a Piscimad estarão localizadas no pavilhão 3, que acolherá também conferências e conteúdos transversais aos quatro salões.

Além disso, nos pavilhões 4, 6 e 8, realizar-se-á, em paralelo, a Matelec, que, embora não esteja incluída na Semana Internacional da Construção, apresenta também muitas sinergias com os outros eventos.

Quais serão os principais temas da Semana Internacional da Construção?

Naturalmente, tal como estruturámos a Semana Internacional da Construção e devido às sinergias existentes, as quatro feiras terão eixos estratégicos importantes, em que questões como a sustentabilidade, a eficiência energética e a digitalização desempenharão um papel importante, a fim de proporcionar valor tanto aos expositores como a cada um dos grupos que constituem os visitantes profissionais.

Para proporcionar este valor acrescentado, o posicionamento internacional do evento é uma das bases estratégicas, bem como o conteúdo das propostas em termos de empresas e soluções que os visitantes poderão encontrar.

Além disso, queremos acrescentar valor ao conteúdo do programa da conferência. Vamos centrar este programa em dois aspetos: a parte monográfica de cada um dos certames em particular. Mas também queremos organizar um grande evento transversal, um Congresso Internacional da Construção no qual serão abordados temas de interesse comum para todos os intervenientes: profissionais de cada um dos setores, promotores, construtores, distribuidores, etc. As questões a abordar no Congresso serão transversais. As sessões do congresso realizar-se-ão durante todas as manhãs da feira, abordando temas como a inovação e a digitalização, a sustentabilidade, a formação, tendências como a construção industrializada, a certificação, etc.

A IFEMA Madrid acolherá, de 5 a 8 de novembro de 2024, a Semana Internacional da Construção, que incluirá os salões Veteco, Construtec...
A IFEMA Madrid acolherá, de 5 a 8 de novembro de 2024, a Semana Internacional da Construção, que incluirá os salões Veteco, Construtec, Smart Doors e Piscimad.

Em edições anteriores da Veteco, foram incluídos setores como a proteção solar e o vidro, com a Veteco Solar e a Veteco Glass. Esta tendência vai repetir-se nesta edição?

Sim. Na Veteco, existem quatro setores principais: janelas, fachadas, proteção solar e vidro. Os dois primeiros são os que apresentam mais expositores e mais conteúdos. Estão incluídos todos os setores relacionados, tais como ferragens, acessórios, vedantes e maquinaria, que são muito importantes e cada vez mais importantes.

No entanto, existem dois grandes canais que apresentam determinadas especificações, o setor do vidro e o da proteção solar. Em 2016, criámos a Veteco Solar e, em 2018, a Veteco Glass, com a ideia de promover estes dois setores. É cada vez mais evidente que as implicações destes setores para a envolvente são inevitáveis, nomeadamente no que diz respeito à proteção solar. No passado, nos projetos de arquitetura, estes sistemas eram frequentemente negligenciados e incorporados posteriormente. Hoje, já estão integrados no projeto como parte da envolvente do edifício para melhorar a eficiência energética dos edifícios.

Os Prémios Veteco-Asefave gozam já de um prestígio considerável. Em que categorias serão atribuídos desta vez, quem pode candidatar-se e quais os prazos para a apresentação de candidaturas?

De facto, os prémios Veteco-Asefave são altamente reconhecidos e consolidados. Juntamente com a Asefave, trabalhamos em conjunto para reconhecer a qualidade das propostas e para garantir que o convite não se limita apenas a Espanha, incluindo também um âmbito europeu e latino-americano.

As categorias são um reflexo da setorização da feira. Serão atribuídos ao melhor projeto de fachada, ao melhor projeto de janela, ao melhor projeto de proteção solar e ao melhor projeto de fim de curso centrado na envolvente. Trata-se de um excelente prémio e os arquitetos que o ganharam em edições anteriores tiveram uma progressão profissional considerável. Trata-se de um prémio de prestígio.

As regras e regulamentos estão disponíveis em www.ifema.es/veteco/premios.

Além das categorias habituais, este ano acrescentámos uma nova categoria, o prémio para o melhor stand, que será atribuído durante a feira. O júri terá em conta diferentes questões para atribuir este prémio, como a sustentabilidade, a reciclagem, o conceito do stand para receber os visitantes, etc. Gostaríamos de agradecer aos expositores pelos seus esforços para estarem na Veteco, porque a maioria conta com stands impressionantes. Penso que será um prémio bem-vindo.

Da esquerda para a direita...
Da esquerda para a direita: Àngel Marco, assessor de comunicação da Interempresas Media; José Luis París, jornalista da Interempresas Media; Alberto Leal, diretor da Semana Internacional da Construção; Marta Ariste, diretora comercial da Semana Internacional da Construção e Pablo Santos, diretor de Comunicação e Marketing da IFEMA Madrid.

Em edições anteriores, a IFEMA Madrid promoveu a atração de visitantes e empresas de outros países, principalmente da Europa, América Latina e Norte de África, para fomentar o contacto entre empresas e as oportunidades de negócio. Vai ser mantida esta abordagem?

A Veteco e a Semana Internacional da Construção são eventos direcionado, obviamente, para o mercado da Península Ibérica, visto Portugal ser um mercado natural para nós, tal como o resto da Europa. Contudo, somos um reflexo do tecido produtivo das empresas na sua ânsia de exportar e de se posicionar internacionalmente. O mundo está globalizado. É cada vez mais fácil ultrapassar as barreiras para aceder a obras e a projetos internacionais, e esta feira também tem de o ser. Isso é algo que temos bem claro.

Estou a trabalhar na Veteco desde 2013-2014 e tenho visto como empresas que há 10 anos se focavam em mercados muito locais se posicionaram gradualmente a nível externo e estão presentes em muitos países com uma estrutura consolidada, não se limitando a exportar soluções.

Portugal e a Europa são mercados tradicionais, porque grande parte da percentagem das exportações se destina à União Europeia, contudo, por afinidade económica e emocional, a América Latina tem de ser um mercado natural para nós e está a tornar-se cada vez mais importante. O México, por exemplo, devido a conotações geopolíticas e socioeconómicas, está a adquirir um papel muito importante para as empresas.

O Magrebe e o Norte de África são também mercados naturais para nós.

A IFEMA Madrid conta também com a plataforma LIVE Connect. No que consiste e como é que os expositores e os visitantes podem beneficiar da mesma?

Na IFEMA Madrid encaramos as feiras como formatos híbridos. O objetivo de uma feira é reunir as pessoas, a oferta e a procura no mesmo local. Além da nossa essência latina, gostamos de nos ver de dois em dois anos numa feira, para nos encontrarmos com velhos amigos. Com 30.000 ou 40.000 visitantes profissionais, são 30.000 abraços ou 40.000 apertos de mão que acontecem na feira. Contudo, devemos também de ter em conta que se trata de um formato híbrido e que as tecnologias nos ajudam a preparar a aproximação entre a oferta e a procura. Vivemos num mundo cada vez mais ocupado. Tudo o que seja possível preparar com antecedência antes de visitar a feira, como saber quem vai participar na exposição, quais as novidades que vão ser apresentadas, poder fazer um “matchmaking” prévio e acordar reuniões, é tempo poupado. É também importante para o expositor saber quem o visitou, poder exportar os seus dados e efetuar uma análise de perfil e estatística dos seus visitantes. Este tipo de coisas simplifica a organização e a participação na feira.

A feira não se resume a quatro dias, porque meses mais tarde o expositor continuará a trabalhar com a base de dados de informação recolhida e a manter os contactos estabelecidos na feira, o que pode conduzir a negócios posteriormente. A feira não é um momento único, mas sim uma progressão ao longo do tempo. O objetivo é criar uma plataforma que ajude o expositor a manter a relação com a pessoa que conheceu na feira.

Na edição de 2024, a Veteco ocupará os pavilhões 7, 9 e 10. Foto: IFEMA Madrid
Na edição de 2024, a Veteco ocupará os pavilhões 7, 9 e 10. Foto: IFEMA Madrid.

Por último, que mensagem gostaria de transmitir a todos aqueles que ainda não decidiram participar na Semana Internacional da Construção, como expositores ou visitantes?

A primeira mensagem é de agradecimento ao setor, porque a resposta está a ser muito positiva. O setor compreendeu muito bem a inclusão da Veteco na Semana Internacional da Construção, devido às sinergias criadas com a Construtec, a Smart Doors e a Piscimad. Tudo aquilo que a Veteco tinha de positivo é mantido e reforçado com outros grupos de interesse, como os promotores e construtores, entre outros.

Para aqueles que estão hesitantes, que ainda não pensaram em participar, só podemos convidá-los. Têm as portas abertas para estar presentes na Veteco, porque é o lugar onde tudo vai acontecer. Todas as novidades, pessoas, amigos e colegas do setor estarão presentes na Veteco. Um setor é composto por empresas, profissionais, clientes, fornecedores, instituições, imprensa especializada e, claro, a sua feira de referência. Todos nós fazemos parte deste ecossistema. O estado de um setor é também avaliado pelo evento ou feira que o representa.

REVISTAS

Siga-nosAssociação Nacional dos Fabricantes de Janelas Eficientes - ANFAJEPervedant - Perfis e Vedantes, Lda.Aluval, S.L. - Picanya (València)

NEWSLETTERS

  • Newsletter NovoPerfil PT

    17/07/2024

  • Newsletter NovoPerfil PT

    10/07/2024

Subscrever gratuitamente a Newsletter semanal - Ver exemplo

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

Responsable: Interempresas Media, S.L.U. Finalidades: Assinatura da(s) nossa(s) newsletter(s). Gerenciamento de contas de usuários. Envio de e-mails relacionados a ele ou relacionados a interesses semelhantes ou associados.Conservação: durante o relacionamento com você, ou enquanto for necessário para realizar os propósitos especificados. Atribuição: Os dados podem ser transferidos para outras empresas do grupo por motivos de gestão interna. Derechos: Acceso, rectificación, oposición, supresión, portabilidad, limitación del tratatamiento y decisiones automatizadas: entre em contato com nosso DPO. Si considera que el tratamiento no se ajusta a la normativa vigente, puede presentar reclamación ante la AEPD. Mais informação: Política de Proteção de Dados

www.novoperfil.pt

Novoperfil - Informação profissional sobre a Envolvente do Edifício

Estatuto Editorial